Você utiliza algum medicamento homeopático e vai viajar de avião? Então esta dica pode ser útil para você!

 

 

Todos sabemos e somos alertados pelos médicos, farmacêuticos e laboratórios acerca dos cuidados que devemos ter para conservar o medicamento para um tratamento mais confiável.

Mas como transportar e proteger os medicamentos de maneira eficiente e segura principalmente dentro de um aeroporto?

Quem se trata com homeopatia sempre se questiona em como conservar seus medicamentos e protegê-los contra o Wi-fi, Bluetooth, celular e qualquer outro tipo de radiação não ionizante. Na hora de viajar, esta preocupação é sobre os procedimentos do aeroporto em relação ao transporte de medicamentos para uso pessoal, principalmente durante a inspeção dos Raios-X.

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) publicou em maio 2015 no Diário Oficial da União a Portaria nº 1155/SAI que estabelece que o paciente portanto medicamento homeopático, acompanhado da receita médica, poderá passá-lo sem passar pelo Raio-X ou pelo arco magnético do detector de metais. Para tal, o paciente deve transportar seus medicamentos na bagagem de mão, ou consigo, sempre alertando o agente na antes da inspeção que se trata de um medicamento homeopático e que deve ser inspecionado de maneira a não prejudicar sua essência e isso se aplica a todos os medicamentos sensíveis a este tipo de agente externo.

É importante ressaltar que cada medicamento apresentado deverá ser acompanhado da receita e do documento da pessoa para qual o medicamento é receitado.

Para fazer uma viagem tranquila imprima aqui a Portaria nº 1155/SAI e garanta seu DIREITO de não interromper seu tratamento durante a viagem e evite constrangimentos no embarque.

> Siga nossas dicas para transportar seus medicamentos no aeroporto:

– Transportar os medicamentos na bagagem de mão ou carregando consigo;

– Utilize nossos cases para proteger seu medicamento contra radiações não ionizantes provenientes de sinais  3G, 4G e 5G de celulares, Wi-fi, Bluetooth entre outras radiações não ionizantes, além de luminosidades excessiva, odores e umidade;

– Informar o agente que está transportando medicamentos antes da inspeção;

– Sempre apresentar a receita médica do medicamento e o documento do titular da receita;

– Acondicionar e proteger os medicamentos contra ondas eletromagnéticas após a inspeção;

×